PT ES EN
O que é preciso para ter uma comunicação clara dentro da empresa? Mobile video: entenda a sua importância para uma estratégia audiovisual Saiba como criar eventos que realmente conseguem engajar o público
19 jun 2017

O que é preciso para ter uma comunicação clara dentro da empresa?

Ter uma comunicação clara e objetiva com os colaboradores pode fazer muita diferença nos resultados de qualquer empresa. Afinal, se a equipe estiver engajada, ela tem mais facilidade para convencer o consumidor final sobre os diferenciais da marca.

Interessado em saber como trabalhar a sua comunicação interna de forma mais eficiente? Então preste atenção às dicas que preparamos para o post de hoje!

Conquiste a atenção do público interno

Assim como ocorre com o consumidor, o público interno também é “bombardeado” diariamente por um grande volume de informações. Não é fácil, então, obter a sua atenção.

Para superar esse desafio, é importante que a empresa seja mais criativa em suas abordagens e utilize todos os recursos disponíveis. Reside nesse aspecto a relevância conquistada pelos vídeos nas ações de endomarketing.

O formato, reconhecidamente mais atrativo, funciona muito bem para as organizações, ajudando-as a diversificar sua comunicação e, o que é ainda mais importante, melhorar a sua qualidade.

É possível, por exemplo, ter excelentes resultados com vídeos explicativos, propícios para os programas internos de treinamento. O mais importante é conseguir adotar a linguagem adequada para o público em questão. A empresa tem em seus quadros colaboradores mais jovens? Então invista em vídeos mais criativos em termos de linguagem e formato.

E que tal produzir um vídeo institucional para apresentar, de forma mais atrativa e envolvente, a história da instituição? E por que não recorrer ao formato audiovisual para substituir aquela “carta do presidente”?

Temos hoje um ambiente cada dia mais competitivo, portanto, não tem lógica deixar de aproveitar os recursos disponíveis para ter uma comunicação mais envolvente e que realmente consiga estabelecer uma conexão diferenciada com os colaboradores.

Defina objetivos estratégicos para as iniciativas

Para ter clareza e objetividade em suas ações, o primeiro passo é definir os objetivos de cada iniciativa. E para fazer isso com o máximo de eficiência, é prioritário realizar um diagnóstico da situação atual dos colaboradores. Eles entendem a cultura da empresa? Conhecem os seus diferenciais em relação à concorrência? Estão satisfeitos com o ambiente de trabalho?

É a partir do levantamento dessas informações que a organização conseguirá definir o que precisa ganhar destaque na comunicação. Fique atento: o sucesso das ações de endomarketing depende do feedback da equipe, ou seja, é essencial ouvir os funcionários e entender as suas demandas.

Tenha um trabalho profissional

Não caia na armadilha de acreditar que é possível fazer a comunicação interna de forma amadora. Além de não serem eficazes, mensagens mal produzidas podem até prejudicar a relação dos colaboradores com a instituição, pois passam a impressão de que eles não são valorizados.

Em contrapartida, quando o time percebe que a empresa adotou os devidos cuidados ao abordá-la, isso aumenta a sua motivação, impactando positivamente no seu envolvimento com as necessidades da operação naquele momento.

Especificamente no caso dos vídeos, um dos equívocos é acreditar que produtos bem-feitos demandam alto investimento. Isso ocorre quando estamos nos referindo a um material que exige uma superprodução, mas não há esse tipo de exigência para a área de comunicação interna.

Com visão estratégica e mão de obra especializada, é possível adotar uma comunicação clara, objetiva e eficiente, capaz não apenas de levar a mensagem adequada, mas promover o almejado engajamento da equipe.

Quer saber mais sobre como os vídeos podem fazer a diferença em suas ações para o público interno? Então assine a nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre esse assunto!

16 jun 2017

Mobile video: entenda a sua importância para uma estratégia audiovisual

Não se trata mais de tendência e sim de realidade: os consumidores estão cada dia mais conectados e utilizam cada vez menos o desktop, optando pelo uso do aparelho celular. Para as empresas, isso significa que se tornou prioritário investir em mobile video para incrementar suas estratégias de marketing.

Você considerou essa afirmação exagerada? Pois saiba que, no caso das redes sociais, hoje na maioria delas o acesso se dá prioritariamente via dispositivos móveis. E qual é a preferência do público em termos de conteúdo? Justamente os materiais audiovisuais, reconhecidamente mais eficientes para estabelecer a almejada conexão emocional entre marcas e clientes.

Quer saber mais sobre o assunto? Então você está no lugar certo, porque vamos abordar no post de hoje as mudanças que estão ocorrendo no comportamento do consumidor.

Por que incluir mobile vídeo em suas estratégias de marketing?

Começando pelos dados quantitativos, o primeiro aspecto a ser considerado nas estratégias de marketing digital é o crescimento do acesso via mobile. Segundo os últimos dados divulgados pelo IBGE, houve uma inversão e hoje os dispositivos móveis predominam sobre os computadores quando se analisa a forma de conexão à web dos domicílios brasileiros.

Outro dado importante: os brasileiros estão investindo em aparelhos mais sofisticados. Mesmo em 2016, período particularmente difícil para a economia, houve alta de 8% no número de smartphones.

E como os vídeos entram nessa história? O consumo aumenta ano a ano. Basta ver o sucesso alcançado pelo YouTube — ele é hoje a segunda plataforma mais acessada da internet mundial, perdendo apenas para o Google — e por redes sociais que nasceram apostando no audiovisual, como o Snapchat.

Detalhe importante: essa resposta positiva da audiência em relação aos vídeos fez com que Facebook e Instagram também passassem a dar mais espaço para o formato. Sem falar na mudança feita pelo Google, que tem priorizado o formato na seleção do motor de busca.

A preocupação com o assunto é justificada, uma vez que as perspectivas são animadoras para os vídeos: a estimativa é que em 2020 o vídeo representará 82% do tráfego da internet (é isso o que aparece no estudo realizado pela Cisco).

Como aproveitar a força do vídeo nos dispositivos móveis?

As estatísticas sobre o aumento da audiência são importantes, porém a relevância conquistada pelos vídeos nas estratégias de marketing está baseada também na constatação da sua eficiência.

Vários estudos realizados nessa área confirmam que o formato garante não apenas a atenção do usuário, como registra taxas mais altas de conversão para as campanhas de marketing digital, sejam elas veiculadas nas redes sociais ou via e-mail marketing.

Aliás, essa questão da diversidade de opções é outro fator a ser considerado. As estratégias de mobile marketing têm sido incrementadas com o uso dos vídeos em seus diversos formatos, uma vez que hoje é possível utilizar materiais audiovisuais em todas as fases do projeto, da atração até o fechamento da venda.

Como garantir o sucesso da estratégia?

O mais importante para ter estratégias bem-sucedidas nessa área é explorar o potencial de cada formato, orientando-se, claro, pelos objetivos traçados para a marca.

Por exemplo: se a meta é atrair audiência para os seus canais, vale analisar o uso de vídeos mais curtos, de caráter mais educativo.

Na mesma linha, webinars, gravados ou transmitidos ao vivo, têm funcionado bem para a fase de conversão, assim como os vídeos de demonstração de produtos e serviços. E para efetivar as vendas, que tal os vídeos com testemunhas de clientes?

Como se pôde perceber, o que não faltam são opções para as empresas interessadas em aprimorar suas abordagens com vídeo marketing. Contudo, esqueça a ideia de que é possível recorrer às produções amadoras. No ambiente corporativo, mobile video é assunto para profissionais, até porque é preciso garantir que a estratégia seja consistente.

Pronto para investir nessa área? Leia nosso artigo sobre o que precisa ser considerado na contratação de uma produtora de vídeo. Escolha sua parceira e mãos à obra!

14 jun 2017

Saiba como criar eventos que realmente conseguem engajar o público

Quer saber como criar eventos que realmente envolvam o seu público? Então você está no lugar certo, porque separamos algumas dicas importantes sobre o assunto para o post de hoje.

Essa é uma área que tem ganhado relevância na estratégia das empresas, e nem poderia ser diferente, uma vez que as pessoas estão mais exigentes e querem ter experiências diferenciadas quando são convidadas a participar de alguma atividade fora da sua rotina.

Vamos ver algumas iniciativas que podem ajudar a tornar os eventos corporativos mais atrativos?

Preocupe-se com todos os detalhes do evento

Engajamento hoje é palavra-chave para ações voltadas aos consumidores finais, mas também nas atividades de comunicação interna. E não é fácil envolver os colaboradores apenas com as iniciativas mais convencionais.

É aí que entra a relevância dos eventos corporativos, porém, é preciso ter ações que saiam do lugar-comum para que a estratégia funcione. Nesse caso, para não errar, lembre-se de que cada aspecto precisa ser analisado com atenção ― da forma como os convites serão feitos até a ambientação do local.

Em relação ao último item, que tal fazer uso de materiais mais atraentes, como os vídeos? Pense nisso: em vez de uma apresentação mais formal do diretor da empresa, por que não exibir um recurso audiovisual que, reconhecidamente, consegue mais conexão emocional com o espectador?

Incentive a participação do público

Outro aspecto decisivo para o sucesso de eventos é incentivar a participação do público. Não tem jeito: mais do que participar, as pessoas querem compartilhar suas experiências com os seus amigos.

Nos dias atuais, não é complicado deixar a sua festa com esse ar mais “futurista”: funcionam bem, por exemplo, ações que envolvam a realização de fotos no local e com exibição nos painéis do próprio ambiente.

É claro que, nesse caso, também vale a pena incentivar o compartilhamento das imagens e dos vídeos, o que vai atender à demanda das pessoas por mais “audiência” e, de bônus, vai gerar mais repercussão para a atividade da empresa.

A Skol fez uma ação desse tipo na edição deste ano do Lolapalloza: a marca montou um espaço no local, e os participantes (depois da moderação, claro) poderiam ver suas imagens no próprio evento e ainda compartilhar em suas redes sociais.

Use a tecnologia a seu favor

Ainda nessa busca por caminhos mais inovadores, que tal fazer a transmissão ao vivo dos momentos mais importantes do evento? Essa é uma iniciativa importante para envolver as pessoas que não puderam participar da atração e, na sequência, o material pode ser empregado numa apresentação sobre o que aconteceu no evento.

Dependendo do tipo de evento corporativo, podem ser bem-sucedidas também iniciativas que viabilizam a participação das pessoas via redes sociais, como o Twitter. Nesse caso, o principal cuidado é garantir que todos tenham acesso a uma boa rede de conexão.

Tendo em vista o uso das novas tecnologias, fique atento: hoje pode ser decisivo para o sucesso do seu evento disponibilizar estações adequadas para que ninguém tenha problemas por causa da falta de bateria.

Como você viu, não é tão difícil ter boas ideias sobre como criar eventos corporativos mais envolventes. O mais importante é analisar as novas opções oferecidas pelo mercado e, claro, planejar-se adequadamente para garantir que dê tudo certo.

Gostou do post? Compartilhe com os seus amigos nas redes sociais e mostre que você tem boas dicas para oferecer!

12 jun 2017

Faça um live streaming de alta qualidade seguindo nossas 3 dicas

A importância conquistada pelos vídeos é incontestável. A estimativa é que eles respondam por 82% do tráfego da Internet até 2020. E entre os diversos formatos disponíveis, as transmissões ao vivo estão em destaque. Você sabe como fazer live streaming de alta qualidade?

Esse é o assunto do post de hoje. Selecionamos 3 dicas relevantes para quem pretende investir nessa área, aproveitando a atenção que o formato tem conquistado nas redes sociais. O Facebook Live, por exemplo, tem sido empregado com sucesso pelas empresas para incrementar as ações de comunicação empresarial.

Confira!

1. Live streaming bem-feito precisa de planejamento

Pessoalmente, podemos agir com base no improviso, mas nem pense em fazer isso quando se trata do uso corporativo do livre streaming!

As transmissões ao vivo cumprem um papel importante nas estratégias de marketing, por isso, é essencial definir os objetivos e, claro, o plano de ação para alcançá-los.

O planejamento adequado fará com que você atenda aos quesitos técnicos desse tipo de projeto. Portanto, não deixe de contratar uma produtora especializada — e que use os recursos apropriados na hora da divulgação — para ajudá-lo nesse processo .

As redes sociais são um excelente canal para chamar a atenção para o evento e as iniciativas durante a transmissão também serão fundamentais para que a audiência acompanhe tudo até o final.

Mas fique atento: é importante trabalhar com antecedência, até para se preparar para as eventuais dificuldades que podem aparecer no decorrer da transmissão.

2. Atenção com os equipamentos necessários

Não se iluda. Para ter um trabalho mais profissional, é preciso ter equipamentos de qualidade. Assim, opte por câmeras de alta definição (HD ou Full HD) e analise a possibilidade de empregar multi câmeras.

Na transmissão de palestras e debates, por exemplo, isso vai garantir mais dinamismo para o evento, o que é fundamental para promover o engajamento do público. Lembre-se de que uma coisa chama a outra nessa área. Quanto mais popular for o seu vídeo, mais chances de ele ser exibido, aumentando o alcance da ação.

Tenha cuidado também com o áudio. Não dá para abrir mão de uma mesa de som e do acompanhamento de um profissional, responsável por fazer a equalização do material captado.

Ainda em relação aos equipamentos, opte pelo streaming adaptativo, adequado para diversos dispositivos, e por servidores que tenham demandas escaláveis. Assim, você não terá problemas se o acesso for maior do que o esperado.

3. Redobrar os cuidados com as questões técnicas é fundamental

Equipamentos em ordem, campanha de divulgação na rua, não corra riscos: fique atento a cada detalhe do projeto, porque é isso que fará a diferença para a imagem da marca.

A melhor forma de garantir que tudo dará certo na “hora H” é fazer um teste completo antes. Fica mais fácil detectar eventuais problemas de iluminação, no som e ou mesmo na qualidade de transmissão.

Os vídeos conquistam cada vez mais espaço nas estratégias das empresas porque funcionam, estabelecem uma relação diferenciada com o público. Mas para que a conexão emocional ocorra, é preciso empregar corretamente os recursos disponíveis.

É fácil fazer esse tipo de transmissão? Não, por isso, analise com cuidado a possibilidade de contratar uma produtora especializada. Quem lida com vídeo no dia a dia sabe como fazer live streaming de qualidade.

Gostou do artigo? Quer saber mais sobre o assunto? Leia também nosso post sobre live streaming no Facebook!

09 jun 2017

B-Roll: o que é e como usá-lo para tornar um vídeo mais dinâmico

Você sabe o que é b-roll? Às vezes a mente do seu público precisa de elementos visuais para assimilar melhor uma narrativa. Essas cenas suplementares, mostradas durante uma produção, são chamadas de b-roll.

Pensando nisso, preparamos este artigo para explicar tudo sobre essa técnica e te ajudar a produzir vídeos mais dinâmicos e atrativos em alguns passos simples. Vamos lá?

O que é b-roll?

As animações, fotografias, tomadas adicionais e elementos gráficos que aparecem entre as cenas principais de um vídeo são chamadas de b-roll. É um recurso muito utilizado nas reportagens e nos vídeos publicitários para deixá-los mais dinâmicos e informativos.

Com isso, o produtor de vídeo consegue construir uma narrativa com mais facilidade, o que contribui para o storytelling da produção audiovisual.

Para que serve?

Você não costuma assistir propagandas com um personagem falando do início ao fim sobre um determinado produto, certo? Afinal, o vídeo se tornaria cansativo e sem atrativos e o espectador poderia continuar a navegar na web sem se importar com as imagens da produção.

É para evitar isso que um b-roll serve: deixar a sua produção mais dinâmica para o público. Confira outras vantagens de adicionar um b-roll à sua produção:

Garantir flexibilidade no momento da edição

Você pode usar um b-roll para complementar um espaço vazio e dar mais movimento ao seu vídeo.

Tornar o vídeo mais rico visualmente

Ao intercalar cenas, você confere mais conteúdo ao seu vídeo, o que o deixa mais relevante para o público.

Conferir mais credibilidade ao que é dito

Se um vendedor apenas fala sobre um produto, por exemplo, as chances de venda são mínimas. É diferente quando ele demonstra o produto em funcionamento, onde a probabilidade de convencer o espectador é muito maior.

Como usar o b-roll nos meus vídeos?

Antes de começar a produzir um vídeo é aconselhável pensar sobre os elementos que podem ajudar a contar a história que você deseja.

A conexão do b-roll com a narrativa principal deve ser natural e espontânea — caso contrário, o recurso pode acabar atrapalhando a sua narrativa.

Consulte este passo-a-passo antes de introduzir um b-roll nos seus vídeos!

  1. Um b-roll nunca deve ser incluído durante a pós-produção e sim na fase de criação do script.
  2. Comece identificando as cenas de apoio antes de começar a filmagem — pode ser difícil depois de ter gravado tudo.
  3. Tenha em mente que a quantidade de b-roll em um vídeo deve ser proporcional às tomadas principais, nem mais e nem menos.
  4. Se precisar fazer cortes na hora da edição, prefira manter um b-roll — lembre-se que as imagens de apoio têm mais chances de atrair a atenção do espectador.
  5. Um b-roll pode ser uma oportunidade de usar a câmera de maneira criativa, então considere capturar cenas com drones, por exemplo — mas lembre-se de que uma cena de apoio nunca deve chamar mais atenção que a sua ideia principal.
  6. Uma ideia de b-roll pode surgir durante a produção do vídeo, por isso sempre considere essa possibilidade.

Agora que você já sabe o que é b-roll ficou animado para produzir um vídeo com essa técnica? Que tal começar pelo roteiro? Neste artigo ensinamos como elaborar um roteiro de vídeo. Boa produção!

05 jun 2017

5 dicas que você precisa ver antes de gravar em um estúdio Chroma Key

Maria Fernanda Candido em pé na frente de um Chroma Key sendo filmada

Hoje, mais do que nunca, a criatividade é um requisito indispensável para nas ações de marketing. Não basta fazer um vídeo, é preciso fugir do óbvio para conseguir engajamento, e por isso o estúdio Chroma Key é uma boa opção com baixo custo para aumetar as possibilidade de criação durante sua filmagem. Você já ouviu falar nele?

Apesar de parecer o nome do namorado da Barbie, Chroma Key é uma técnica bem simples, que utiliza um fundo colorido removível nas gravações. Dessa forma, é possível fazer filmes muito mais dinâmicos e profissionais.

Você pode, inclusive, produzir um vídeo hoje e colocar o cenário depois — qualquer um que desejar! Esse recurso é bem explorado em filmes hollywoodianos, mas não é um privilégio das grandes produtoras, não.

No post de hoje, confira 5 dicas para você arrasar nas suas produções com esse recurso!

1. Defina os objetivos do seu vídeo

Jamais cometa o erro de começar um projeto sem antes definir os objetivos da sua campanha. O que você pretende comunicar? Para quem é a mensagem? Que tipo de cenário é ideal para usar como fundo? Todas essas questões são relevantes para que o seu vídeo seja um sucesso.

2. Escolha a cor de fundo que será substituído

Verde, azul ou vermelho: essas são as três opções de cores do Chroma Key. Você é quem decide qual a mais apropriada. Normalmente, a verde é a mais popular porque possui uma grande capacidade de absorção de brilho. Além disso, ela ajuda a controlar a luminosidade e facilita o processo de edição.

No entanto, especialistas recomendam o fundo azul caso haja muitos objetos verdes na cena — pois eles desaparecem na gravação. O vermelho é o menos usado por ser o que mais se aproxima da tonalidade da pele das pessoas, mas isso depende do objetivo do projeto.

3. Decida o tipo de material

Chroma Key pode ser feito de papel, tecido ou até mesmo pintado na parede. O primeiro, apesar de ser barato, precisa ser trocado com frequência e amassa fácil. Já com o tecido dá para montar uma estrutura móvel capaz de ser trocada quando necessário. Além disso, ele é lavável e fácil de transportar. Se optar por ele, procure um que não amasse com facilidade (por favor!).

4. Capriche na iluminação

A iluminação é um dos segredinhos de beleza do Chorma Key. O ideal é usar uma luz na pessoa e outra no fundo, separadamente. Isso evita sombras indesejadas e faz com que a cena fique o mais natural possível. Para impedir o vazamento da luminosidade, é recomendável que a pessoa mantenha uma distância mínima de 4 a 6 metros do tecido.

5. Invista em um software de edição para o seu estúdio Chroma Key

Depois de gravar o vídeo, é hora de editá-lo. Para isso, é necessário instalar um software de edição de vídeos que suporte o formato do Chroma. Existem programas que fazem a anulação perfeita da cor de fundo, como Windows Movie Maker, Sony Vegas, Final Cut, entre outros.

Viu como é fácil montar um estúdio Chroma Key? É uma técnica que não exige grandes infraestruturas, tem baixo custo de operação e vai deixar as suas produções audiovisuais incríveis. Que tal começar agora mesmo?

Então, que material você pretende usar nas suas gravações: tecido, papel ou pintura? Deixe um comentário e compartilhe suas experiências!

Lemonade

Live Streaming

Live

Dúvidas?

Respondemos no mesmo dia!

hello@lemonadetv.com

Orçamento Online!

Clique aqui.

Telefone

+55 (11) 5093-8511

Endereço

Rua Nicolau da Rocha Vita, 144
Brooklin - São Paulo SP 04622-020

© 2017 Lemonade TV Corp. All rights reserved.