O sucesso de um negócio depende bastante do seu capital humano. Sendo assim, a retenção de talentos deve ser uma prática constante de empresas que desejam formar e manter equipes com qualificação e motivação para encarar novos desafios e executar um trabalho de excelência.

A rotatividade de funcionários gera altos custos para o empreendimento, que vão desde a divulgação de vagas até o treinamento dos novos colaboradores. Embora esse seja um ponto importante, os motivos para a retenção de talentos vão além. Investir na formação e na manutenção de um time de sucesso garantirá engajamento, produtividade e um alinhamento fundamental do colaborador com os objetivos da empresa.

Além disso, com a melhoria do clima interno e a consequente boa reputação da companhia, será cada vez mais fácil captar novos talentos.

Ficou interessado? Então continue a leitura deste post e descubra o que fazer para ter uma retenção de talentos saudável na sua empresa.

Estímulo à inovação

A necessidade de estímulo é uma característica marcante da chamada geração Y, formada por profissionais nascidos entre os anos 80 e 90. Por isso mesmo, para a retenção desses talentos a empresa deve criar um ambiente propício à inovação e ao conhecimento.

Além disso, essa geração precisa sentir que é importante para a organização. Sendo assim, defina projetos e metas para que os colaboradores se sintam desafiados e valorizados ao mesmo tempo.

Plano de carreira

O estímulo à criatividade deve vir acompanhado de um bom plano de carreira, que inclui remuneração e oportunidade de crescimento profissional.

Desde a contratação do funcionário, deixe claro o que a empresa espera dele e, ao mesmo tempo, tudo o que ela tem a oferecer — inclusive para que esse colaborador alcance seus objetivos de crescimento dentro da organização.

Empresas acabam afastando talentos quando se tornam monótonas, sem possibilidades de inovação ou de crescimento. Por isso, invista em treinamentos e estimule a participação de funcionários em cursos e convenções.

Por outro lado, a remuneração deve acompanhar as metas e as responsabilidades assumidas, mas sendo sempre compatível com o mercado e com as possibilidades da empresa.

Clima organizacional

O ambiente de trabalho tem um papel fundamental na retenção de talentos. A pressão excessiva e o autoritarismo podem afastar profissionais qualificados da sua empresa.

Hoje, a geração Y trabalha muito melhor em torno de um propósito, de um significado mais amplo para as atividades do dia a dia. Sendo assim, promova um clima organizacional agradável, que garanta a satisfação e a felicidade do colaborador, equilibre seu nível de estresse e impulsione sua produtividade.

Comunicação

A comunicação interna — ou endomarketing — deve ser clara e objetiva. Além disso, o colaborador precisa se sentir incluído em comunicados que envolvam seus departamentos e projetos — só assim o funcionário vai se sentir motivado pelo conhecimento das informações e, consequentemente, parte importante do negócio.

A empresa também pode utilizar a comunicação interna para manter um relacionamento mais estreito com o colaborador. Entre as possibilidades estão:

  • revistas e boletins internos, que mostrem iniciativas de sucesso e profissionais de destaque dentro da companhia;
  • mídias sociais e canais digitais próprios para relacionamento dos funcionários e das equipes;
  • vídeos institucionais que transmitam, de maneira leve e didática, os valores da empresa. Os vídeos são grandes aliados na comunicação para retenção de talentos, uma vez que geram mais engajamento e garantem um índice expressivo de sucesso em programas de empoderamento, treinamento e motivação.

A retenção de talentos faz parte do processo de estímulo e valorização de colaboradores dentro de uma empresa. As dicas para alcançá-la estão aí, e caso você precise de ajuda com a sua estratégia de comunicação para manter uma equipe de sucesso, entre em contato conosco. Temos a solução ideal para a sua empresa!