É quase impossível administrar uma grande equipe diretamente todos os dias. Nenhum gestor pode dizer constantemente o que cada um deve fazer. Por isso, os colaboradores são treinados para saber como lidar com as próprias rotinas, além de alguns problemas que volta e meia se repetem. Essas são algumas das razões para fazer treinamentos empresariais.

Porém, organizar e implementar esses treinamentos pode ser um pouco caro. Mesmo que todos os recursos estejam disponíveis na empresa, como um auditório, um projetor e alguns computadores, ainda é necessário preparar o ambiente e tirar as pessoas dos seus postos de trabalho, o que sempre custa em produtividade naquele dia.

Felizmente existem algumas formas de cortar custos com treinamentos empresariais sem perder sua qualidade. Veja aqui alguns exemplos:

Avalie os cursos prioritários

Antes de falar em treinamentos mais baratos é importante lembrar que, dependendo do seu contexto, determinado aprendizado é menos relevante do que outro. O que isso significa? Simples: sua empresa não tem muito a ganhar com uma palestra fora de contexto. Falar sobre abuso de autoridade é importante em qualquer organização, mas interromper um projeto que está no limite do próprio prazo para falar sobre motivação é contraproducente.

Todo treinamento possui hora e local adequados. Antes de chamar todo mundo para uma sala por duas ou três horas, tenha certeza de que vai alcançar alguma meta com isso — melhorar o clima organizacional, ensinar a equipe a usar uma nova ferramenta, entre outras coisas. Quanto mais definidas forem suas prioridades, melhor.

Busque o aprendizado na prática

Muitas pessoas imaginam treinamentos corporativos apenas no velho molde das “grandes aulas”. Um monte de pessoas sentadas, olhando para um quadro enquanto outra fala sozinha. Em alguns contextos isso funciona, mas não é nem de longe o único método. Na verdade, é até melhor quando todos têm a oportunidade de aprender algo novo na prática.

Um exemplo disso é a troca de funções, quando dois colaboradores de diferentes setores trocam de lugar por algum tempo. Dessa forma, um passa a se deparar com as dificuldades do outro, além de ter uma visão mais ampla sobre como funciona a empresa como um todo.

Nesse método, além de não perder muito rendimento, não é necessário investir demais em material. Basta que os gestores de cada setor estejam à disposição.

Use vídeos para treinamentos amplos

Alguns treinamentos empresariais simplesmente precisam ser transmitidos para toda a companhia, mas como fazer isso se não há um espaço adequado, se o tempo é curto demais ou se a empresa possui filiais ao redor do mundo? Os custos de viagem e estadia seriam astronômicos!

A solução mais simples aqui seria trocar as passagens de avião por serviços de transmissão pela internet com um treinamento em vídeo. Dessa forma é possível transmitir um treinamento para vários escritórios sem gerar grandes custos. Além disso, esses vídeos podem ser gravados e arquivados caso alguém precise assisti-los fora do horário normal.

Agora que você conhece algumas formas de baratear seus treinamentos empresariais, é hora de capacitar a sua equipe! Falando nisso, que tal se aprofundar um pouco mais no tema? Conheça algumas dicas para começar a usar vídeos de treinamentos corporativos da forma certa!