Desde os tempos da popularização da TV que fica nítida a preferência das pessoas por conteúdo audiovisual. Ele é mais fácil de consumir e permite uma série de implementações de formatos possíveis.

É por isso que vale a pena investir em Videomarketing. A partir de um planejamento de qualidade, você pode desenvolver um material adequado às preferências da sua audiência, a fim de oferecer uma comunicação diferenciada, melhorar a imagem da sua organização, aumentar suas vendas etc.

Vai investir em Videomarketing em 2017? Veja as 5 principais tendências que dominarão esse mercado!

1. Transmissões ao vivo – Live Stream

Cada vez mais plataformas passam a suportar o live streaming de vídeos ao vivo, permitindo que qualquer pessoa ou empresa faça transmissões em tempo real para impactar seu público. Se você pretende investir em Videomarketing, pode levar em conta essa possibilidade para anúncios de produtos, coberturas de eventos ou demais comunicações oficiais.

Como não há edição, existe uma carga de autenticidade maior nesse tipo de conteúdo.

2. Vídeos em 360 graus

Com a popularização dos conceitos de realidade virtual e o uso de detectores de movimento em dispositivos móveis, já é possível investir em Videomarketing em um formato bastante imersivo: o de 360 graus.

Dessa forma, você pode proporcionar uma experiência inovadora ao seu público ao permitir que eles se coloquem em algum lugar diferente — com liberdade para olharem para todos os lados conforme a ação se desenrola.

3. Storytelling em vídeo

Em vez de se comunicar da forma tradicional, conte histórias. Uma das tendências mais fortes do marketing se encaixa perfeitamente ao formato de vídeo.

Desenvolver narrativas dessa forma é muito eficiente para maximizar o interesse do público, criar um relacionamento com ele e motivá-lo a continuar acompanhando o seu conteúdo. Quando implementado da forma correta, o storytelling consegue comunicar informação por meio de histórias que se encaixam adequadamente aos objetivos da marca.

4. Vídeos efêmeros

Para acertar em sua comunicação, você precisa ir até o seu público e desenvolver uma estratégia que se encaixe nas expectativas dele. Recentemente, as pessoas se renderam aos posts efêmeros do Snapchat, que desaparecem depois de 24 horas. Com a possibilidade de investir em Videomarketing nesse formato, é possível fazer anúncios, mostrar produtos, exibir bastidores, entre outros.

Essa funcionalidade já se espalhou por outras plataformas, chegando ao Instagram e ao Facebook.

5. Distribuição democrática

Não se limite a apenas uma plataforma para investir em Videomarketing. Avalie as preferências do seu público e quais canais são vantajosos para a sua empresa atuar. Depois, certifique-se de publicar os seus vídeos em todos eles, sem deixar nenhum de fora.

Vale a pena considerar um canal no YouTube, página no Facebook, perfil no Twitter e até importar o conteúdo no Snapchat e Instagram. Lembre-se de adaptar o material para se encaixar em cada formato.

Investir em Videomarketing significa passar a pensar em todo o potencial do audiovisual para as necessidades de comunicação da sua empresa. Elabore um bom planejamento que leve em consideração os seus objetivos e as características do seu público-alvo para iniciar do jeito certo. A partir daí, experimente os formatos mais adequados e desenvolva sua estratégia.

De que forma você pretende começar a investir em Videomarketing? Compartilhe as suas ideias nos comentários!