Pense em uma apresentação repleta de gráficos e números. Agora, pense nessa mesma apresentação sendo conduzida por uma história, com um personagem que vive uma vida parecida com a sua e que pode ajudá-lo com a resolução de um problema. Bem melhor, não é mesmo?

Criar interessantes analogias entre as informações ajuda na compreensão do assunto e faz com que a audiência conecte-se emocionalmente com a marca. Por isso, diversos profissionais se especializaram na arte de contar histórias.

Quer entender o que é Storytelling e como aplicá-lo em sua campanha de vídeo? Acompanhe!

O que é Storytelling?

O Storytelling pode ser definido como a capacidade de transmitir pensamentos, fatos e ideias através de uma narrativa relevante, coesa e fluida.

Um bom storytelling conta com narrativas autênticas e criativas, que estabeleçam conexões pessoais e emocionais. Cada história deve inspirar ação, além de levar o público a uma jornada de transformações.

Precisamos de narrativas para pertencermos a um grupo específico, o que mostra a eficiência dos vídeos em estratégias de endomarketing: pessoas que contam e acreditam em histórias semelhantes compartilham valores.

Saber qual história contar, para quem e em qual meio é a chave para o sucesso. E as campanhas em vídeo se beneficiam bastante do storytelling. Segundo uma pesquisa divulgada no Viver de Blog, os comunicados de imprensa com multimídia têm 77% mais respostas em comparação aos conteúdos em textos.

Esse mesmo levantamento também apontou que as pessoas veem 5.000 mensagens de marketing em um dia e aproximadamente 90% dos profissionais pesquisados admitem terem jogado fora informações importantes.

Com uma boa história em mãos, a probabilidade de cativar a atenção do público em meio a tantas mensagens e conquistar engajamento com campanha é maior.

Pense na Coca-Cola que, ao invés de falar em garrafas com refrigerantes, mostra como o seu produto promove a união entre pessoas que se amam!

Como fazer storytelling em uma campanha de vídeo?

Não há receita de bolo para um bom storytelling. Afinal, uma boa história é classificada pelo efeito que ela provoca nas pessoas. Algumas perguntas, contudo, podem ajudá-lo a construir uma boa narrativa!

  • O que você deseja falar?
  • Com quem?
  • Por quê?
  • Onde?
  • Quando?
  • Como?

As respostas para essas perguntas formarão o seu briefing, de modo a definir exatamente com quem, em que tom e como você quer falar — e a boa notícia é que você pode fazer isso com um orçamento enxuto.

3 tipos de narrativas bem-sucedidas em uma estratégia de Storytelling

Fazer um bom storytelling exige gosto por histórias! Quanto mais narrativas diferentes você encontrar, mais fácil fica. Abaixo, selecionamos 3 tipos de narrativas populares para ajudá-lo na construção do argumento!

Jornada do herói

De acordo com o antropólogo Joseph Campbell, a jornada do herói, também conhecida como monomito, é utilizada pelas narrativas mais conhecidas em todo o mundo. Basicamente, sua estrutura é formada por:

  1. personagem com uma vida normal se depara com o chamado para a aventura;
  2. resistência;
  3. encontro com um mentor e missão aceita;
  4. desafios e obstáculos;
  5. preparo para uma grande mudança;
  6. superação de desafios;
  7. retorno à vida normal e inspiração para os demais.

Do fracasso à fama

Popular nos comerciais televisivos, a estrutura dessa história é a seguinte:

  1. personagem tem um problema específico;
  2. uma descoberta revoluciona a rotina do personagem;
  3. personagem mostra à audiência como sair do fracasso.

Inimigo público comum

Essa estrutura cativa o leitor pela vontade de fazer parte de um grupo. Basicamente:

  1. “se você não é um dos nossos, então está contra nós”;
  2. segredos que os inimigos não querem que a audiência saiba são revelados;
  3. a audiência é levada a pensar que a culpa não é dela;
  4. e que, portanto, claramente, não integra o time dos inimigos.

Entender o que é Storytelling, enquadrando a mensagem em uma história, tornando a marca favorável e mostrando ao invés de contar, ajuda a vencer barreiras comunicativas e a divulgar uma mensagem de forma simples, especialmente quando a estratégia é executada em vídeo.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com os seus amigos e colegas de trabalho nas redes sociais e prepare-se para campanhas de sucesso!